Uma saudade gostosa, uma lembrança de um momento significativo e belo, ali “construímos uma coluna entre o céu e a terra”. (aconteceu no Minas Santo 2019).

“(…) quando surgimos no espaço e nele nos movimentamos, temos que dar passos. A escola de dança é a escola do caminhar. O fluxo contínuo da corrente do tempo recebe através do contato do pé um compasso. Através dos passos determinamos uma medida de tempo e ao mesmo tempo uma medida no espaço. O passo torna mensurável, de acordo com a música, o ato da dança no espaço e no tempo, vivenciável e possível de ser repetido. O nosso pensamento aprende com o pé a acertar o passo, e assim construímos uma coluna entre o céu e a terra.” (WOSIEN: 2000, p. 40).

Intuímos para o VI Minas Santo 2023, momentos tão belos quanto esse!

Um deles – esperar as primeiras cores do amanhecer – a Aurora, que surge no céu rompendo a primeira claridade do dia. Em Praia Formosa/ES, o Astro Rei nasce lindamente no mar. Com suas cores e calor brincaremos nas areias e nas águas, respirando ar puro, e sem pressa dançaremos sob a sombra generosa da árvore símbolo do Minas Santo. Uma manhã de puro deleite!

Vamos cirandar conosco?

*Nada te Turbe – uma lembrança do coração, coreografia do nosso amado Petrus Schoenmaker.